SARRA-H Modelo de plantio______________figfigfig______________Cirad, UMR TETIS, C.Baron , 2013_fig
Système d'Analyse Régionale des Risques Agroclimatologiques-Version H (Sistema de Análise Regional de Riscos Agroclimáticos)

Tradução : Vitor MULLER ANUNCIATO ....................................................................................................................................................

Sarrah Historique Le modèle Téléchargements Partenariats et liens Publications Projets
Retornar Historia O Modelo DownLoad Parceiros Publicações Projetos

......................................................................................................................................................................................................................

Fig Historia

Nos dias de hoje

SARRA -H é uma evolução da linha de software SARRA (veja abaixo), que consiste em um balanço hídrico dinâmico simples utilizado para estimar o impacto de cenários climáticos em uma cultura anual. Como SARRA, SARRA -H é especificamente adaptado para o impacto do clima sobre o desenvolvimento de cereais e seu potencial de rendimento em ambientes tropicais (Dingkuhn et al análise de 2003; . Baron et al2005 Sultan et al 2005 .). O modelo simula o potencial produtivo da cultura, integrando o balanço hídrico, processos do solo, evaporação e transpiração potencial e real, fenologia, potencial de assimilação, manutenção de respiração e finalmente, distribuição de biomassa (folhas, caules, raízes, grãos). Este modelo de cultura mostrou bom desempenho no contexto da avaliação de impacto climático para cereais tropicais (Mishra et al 2008. Oettli et al 2011. ). Ele foi calibrado com uma série de variedades, locais e modernos (milheto, sorgo e milho) de ensaios em ambientes controlados. Dados plurianuais de praticas agrícolas contrastantes, aplicadas por agricultores (Nigéria, Senegal, Mali, Burkina Faso) para avaliar a qualidade preditiva dos ambientes modelos agricultores (Traoré e al., 2010). Estes testes e monitoramento foram utilizados para caracterizar diferentes variedades e práticas, definir parâmetros relacionados com o modelo, fornecendo uma gama representativa de cenários de práticas agrícolas. Em particular, esses ambientes conduzidos pelos agricultores confirmaram a predominância de cultivares locais de sorgo e milheto que são caracterizadas por uma alta sensibilidade ao fotoperíodo, que foi objeto de estudos específicos (módulo Kouressy e al. 2,008 Dingkuhn et al. 2008).

SARRA -H mantém uma biblioteca de formalismos (módulos) que incorporam o princípio tradicional do freio hídrico para o desenvolvimento (balanço hídrico) e combina com uma função de crescimento potencial da radiação e sua interceptação pelo dossel (balanço de carbono). Este é um modelo multiplicativo (recursos hídricos X recurso de radiação), completado por um módulo fenológico (fenologia) para estruturar o ciclo de crescimento e os processos relacionados a cada estádio fenológico, uma descrição simples, mas dinâmico da cobertura (o modelo "Big Leaf” caracteriza-se por coeficientes morfológicos e geométricos), e o desempenho do desenvolvimento fisiológico (competição fonte-dreno). Áreas de extrapolação deste modelo incluem, portanto situações limitadas pela água e / ou radiação, e tendo em conta um estado de fertilidade geral dos solos, enquanto constante durante todo o ciclo de vida das plantas.

Ao longo do tempo

No início dos anos setenta, P. Franquin (1971) lançou as bases para a análise de precipitação frequência. Franquin et Forest (1978) desenvolveram um modelo de balanço hídrico cujas saídas poderiam ser incluídas em termos de frequência. Finalmente, sob a liderança de F. Forest, vários pesquisadores CIRAD usaram estes modelos e métodos e os enriqueceram teoricamente e ergonomicamente. Entre eles devemos mencionar J.C. Legoupil, F.N. Reyniers, J.Imbernon, J.P. Fréteaud, B. Lidon, S.Sabadie, que acompanharam o desenvolvimento da linguagem FORTRAN a primeira família coerente de softwares.

Todas essas ferramentas têm sido amplamente distribuídas, e serviu de base para inúmeras pesquisas e desenvolvimento nos trópicos, tanto em África como na América Latina. Na escala de uma parcela, os principais usos são para o diagnóstico ou o manejo da irrigação agrícola. A nível regional, o zoneamento do potencial agrícola, otimização de datas e programas de semear produzir estudos de previsão têm sido feitos em muitos países.

A evolução do hardware e as linguagens de computador permitiu desenvolver aplicações de software sob medida para demandas cada vez mais especializada e exigente. Assim, entre 1987 e 1992, F. Forest et F.N. Reyniers enquadrados na Unidade de Pesquisa de Gestão da Água criou novas ferramentas:

fig

Estes trabalhos foram acompanhados por outros pesquisadores, entre os quais devemos mencionar F. Affholder, S.Marlet, B. Muller, P. Perez, B. Rapidel, E.Scopel, M. Vaksman que ajudou a diversificar as abordagens e algoritmos. Todo este trabalho foi sintetizado e documentado por C.Baron, A. Clopes et F. Maraux em uma linha de software SARRA a partir de análise climática no zoneamento regional, aplicada à análise de riscos agroclimáticos. Este conjunto de software foi traduzido em várias versões: em primeiro lugar o Português, Indonésio, Espanhol e Inglês.

Na prática, esses programas têm sido muito eficazes, demandando dados simples de entrada e obtendo-se dados de saida muito bem correlacionados com o observado. No Brasil, em parceria com a Embrapa, o SARRA tem sido usado desde 1996, no âmbito do programa de monitorização anual ProAgro de zoneamento de risco agroclimático plantio ideal iniciada por E. Assad e seguido por F. Massena, Embrapa Cerrados. Programa seguido pelo Departamento de Agricultura (Ministério do Desenvolvimento Agrário - MDA) envolve 24 instituições da Embrapa e outros centros de pesquisa de diferentes estados do Brasil.

fig

A nova versão SARRA -H iniciada por M. Dingkuhn em 2000 incorpora uma dupla abordagem, a eficiência da água e da eficácia da radiação para simular a dinâmica de biomassa com base em conceitos e processos fisiológicos. Esta nova versão sempre segue uma abordagem de modelo simples e menos exigente em dados de entrada e parâmetros. Nesta nova versão vários pesquisadores CIRAD contribuíram para sua conceituação incluindo: Mr. Dingkuhn, C. Baron, B. Muller, M. Vaksmann, JC. Combres... em paralelo, iniciado e desenvolvido por C. Baron, uma plataforma desenvolvimento e simulação modelos que incorporam um conjunto de ferramentas e interfaces ( ECOTROP ): gráficos, consultas, os dados de importação/ exportação, banco de dados, análise de sensibilidade ... Este desenvolvimento foi possível graças a um investimento muito importante de P. Reitz (o LIRMM) e V. Bonnal, G. Aguilar, JC. Soulie (CIRAD) e estagiários... Diferentes versões do SARRA -H incluem integrados nesta plataforma.

fig

Esquema de diferentes processos simulados no balanço hidrico

SARRA -H e sua interface de trabalho têm evoluído em projetos que permitem testar o modelo e seu uso / ergonomia em muitas situações e para os usuários de temas de pesquisa e aplicações variadas. Estas ações ajudaram a calibrar os parâmetros de diversas variedades selecionadas e locais (variedades crioulas) de milheto, sorgo e milho. A capacidade preditiva do modelo foi verificada em muitas situações (vários testes plurianuais e ambientes, acompanhando dados de agricultores e de ambientes controlados). E, claro, todas essas ações têm ajudado a melhorar os módulos e simulações de processos através dos resultados desses estudos se concentrar principalmente sobre o impacto da variabilidade e mudança climática, as práticas de plantio e perda de sementes, protocolos simulação de irrigação temporadas consecutivas... Os parceiros incluem S. Traore, A. Alhassane, H.Songoti (Agrhymet - Nigéria), o Sr. Kouressy (IER - Mali), B. Sarr (Senegal - CERAAS), L. Some (INERA - Burquina Faso), Benjaminsultan (IRD)... e de estagiários do curso e, especialmente, PhD (encontrada na literatura).

fig

Retornar Historia O Modelo DownLoad Parceiros Publicações Projetos
Sarrah Historique Le modèle Téléchargements Partenariats et liens Publications Projets